NEI LISBOA

em casa e (ao) vivo

Família

– Presidente, precisamos lhe interpelar sobre a degravação da reunião ministerial.

– Pode perguntar. Eu não escondo nada de ninguém.

– A frase “Eu demito e nomeio quem quiser, até sua mãe”, o senhor poderia explicar melhor?

– Tava chegando o dia das mães, pô. Era uma homenagem pra mãe do ministro.

– O senhor pensou em nomear a mãe do ministro para um cargo no governo?

– Pensei. Não vou torturar nem estuprar, né, porque não merece.

– Aham. E quanto a essa afirmação: “...mando apagar quantos for preciso”?

– Os cartazes pedindo a volta do AI-5. Mando apagar, se alguém tá incomodado com isso. Mas não mandei fazer, porra, mentira da imprensa!

– Claro, claro. E esta outra aqui: “Milícia é muito bem-vinda, tem que...”

– Epa, aí não pode, não mete família no assunto! Cala a boca! Cala a boca!

* * *

É certamente um alívio ver o Bolsonaro perder apoio com o desembarque da Globo e de outros tantos que o ajudaram a se eleger. Mas ninguém se torna mais confiável por confessar um crime ou menos que isso, por tirar o corpo fora. É de passar pano para atrocidades que o Brasil padece desde sempre. Casos como o do Reinaldo Azevedo ou do Felipe Neto são um reforço para uma frente em luta por um objetivo específico. Mas não para um abraço apertado de reconciliação. Passamos pelo quarto aniversário do impeachment da Dilma quase em branco, na grande imprensa. Obviamente suas próprias responsabilidades não tornam confortável falar do assunto. Quem não o admite e não o nomeia como golpe, como o ponto de partida de todo o desmoronamento social que se seguiu e redundou no Bolsonaro, então nada entendeu, de nada se redimiu, e continua a confessar sua cumplicidade.

* * *

Estreamos o ao vivo na quinta-feira passada e foi um chuá, muito legal. Mais de 800 pessoas de todo o Brasil – passaram pelo chat São Luís do Maranhão, Chapecó, Alegrete, Belém, São Paulo, Ilhéus, Brasília, Macaé... e muitas cidades mais. Voltamos nesta quinta-feira 14 de maio e todas as quintas, às 17h, com novos episódios da série Elisabete Wanderléa, a fiscal da pandemia, mais bate-papo e mais músicas no canal youtube.com/neilisboaTV e também no player aqui da página.







Publicações Recentes

assista

colabore

Sobre a campanha

Para os que quiserem colaborar com o site e a subsistência dos autores durante o confinamento da covid-19, abrimos duas modalidades de colaboração. A primeira, através de um QR Code do PicPay – a moeda corrente das lives –, pode ser usada para contribuição de qualquer valor com um cartão de crédito:

A segunda forma, através da plataforma Sympla onde sempre oferecemos ingressos de shows, traz três valores de contribuição listados como um menu de primeiras necessidades do estúdio – o bom humor, como se vê, também está entre elas:

  • Café em pó - Item básico em qualquer estúdio, aqui consumido em largas doses. Os abnegados que tirarem do bolso curto pra sustentar esse nosso vício estão convidados a aparecer e tomar um cafezinho com a gente, tipo... daqui uns quatro meses hehe.

  • Álcool gel - Esse é essencial, né, não dá pra dispensar uma garrafinha bem à mão. De valor inflacionado e até difícil de encontrar. Contribuição que vale um super abraço, por enquanto virtual, espera só até agosto...

  • Internet - Outra despesa forte é a de internet, celulares, hospedagem, programetes e tudo aquilo que aqui faz a comunicação acontecer. Já estamos dando início às lives, e podemos agradecer todos ao vivo, dia desses quem sabe até bater um papinho no ar...

O site, o blog e as lives estarão sempre abertos a todos sem cobrança alguma, feitos com grande prazer e obviamente também com algum custo e muito trabalho. Toda contribuição é bem-vinda e igualmente agradecida de coração.

  • Spotify - Círculo Branco
  • Deezer - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - Círculo Branco

fique por dentro

Receba as novidades do site por e-mail.

© 2020 Nei Lisboa